1. Ir para o Menu
  2. Ir para o Conteúdo
  3. Ir para o Rodapé

O Que é Aikido

PDFImprimirE-mail

(16 votos, média de 4.75 em 5)

 

Sensei Matias

Aikido - 合気道

É uma arte marcial criada no Japão após a 2ª grande guerra, pelo mestre Morihei Ueshiba (1883-1969). O conceito fundamental desta arte marcial consiste no princípio da harmonia, seja entre seus praticantes, seja entre estes e o universo que os rodeia.

Para entender o Aikido, precisamos analisar a vida de seu fundador: Morihei Ueshiba, também chamado Ô-Sensei ("grande mestre"), foi praticante de vários estilos de artes marciais, tornando-se um exímio praticante em todas elas, principalmente, a partir de 1915, o daito-ryu jujutsu, com sensei  Sokaku Takeda. Contudo, em todas as artes marciais havia o conceito de vencer, ou destruir o inimigo, pois todas elas foram desenvolvidas, e transmitidas através de gerações, por antigos Samurais, a partir de suas experiências nos campos de batalhas, onde o objetivo era a vitória, com a aniquilação do inimigo.

Em 1919, conheceu o mestre Onisaburo Degushi, da seita Omoto-kyu, e com ele aprendeu uma técnica espiritual chamada Chin Kon Kishin, por meio da meditação concentrada, aumentando sua serenidade e reforçando nele os conceitos da harmonia.

Consciente de que não poderia haver harmonia na destruição, Ô-Sensei começou a desenvolver os conceitos de sua própria Arte Marcial, onde não mais havia a idéia de vencer ou destruir um inimigo, mas pura e tão somente a de encerrar um conflito.

Fundou, então a “Escola Ueshiba” e, em 1923, deu a sua Arte Marcial o nome de Aiki Bujutsu; passou a viajar pelo Japão ensinando-a, sendo que sua fama e sua incrível habilidade, rapidamente se espalharam.  Foi no fim da 2ª Grande Guerra que a Arte marcial de Ô Sensei passou a ser denominada Aikido.

O termo Aikido é composto por três caracteres kanji:
Ai : harmonia  合
Ki : energia     気
Dô : caminho 道

Em tradução livre, "caminho da harmonização das energias".

O termo AI significa HARMONIA e refere-se à característica do Aikido de que, para controlar um oponente, primeiramente é necessário tornar-se um só com ele, para em seguida, como um só conjunto, dominá-lo.  O conceito básico deste princípio é nunca se opor ao golpe ou esforço do oponente; se ele puxar, empurre; se ele empurrar, gire o corpo, de forma a, em ambos os casos, usar o impulso do oponente em seu benefício.

O KI significa a ENERGIA empregada neste ato. Trata-se de uma energia universal, existente em todas as coisas, conceito que os antropólogos chamam de animatismo.

O DO significa o CAMINHO, no sentido de caminho de busca de uma evolução pessoal e espiritual; é exatamente o mesmo significado do Tao, no Taoísmo.

Com base nestes princípios é possível ao praticante dominar oponentes com força física muito superior à sua própria.

O termo AIKI refere-se ao princípio da luta de absorver o movimento dos atacantes para controlar suas ações com o mínimo esforço.
Outra característica do Aikido, que o caracteriza como um Budo, é a de buscar, através de sua prática, um aprimoramento pessoal e espiritual. Os antigos mestres ensinaram que os guerreiros  não faziam distinção entre o mundo físico e o espiritual; desta forma, se elegante e refinada era sua técnica, refinado e elegante era seu espírito; portanto, empenhando-se nos treinamentos para aprimorar sua técnica, o praticante aprimorava, também, seu espírito.

Desta forma, não há, no Aikido, golpes de ataque, competição, ou qualquer manifestação de agressividade ou violência; pelo contrário, o praticante aprende a controlar sua agressividade, tornando-se tranqüilo e equilibrado em qualquer situação, não só nos confrontos físicos, mas também diante dos mais diversos contratempos do dia a dia; passa a contar ainda com uma das mais eficientes técnicas de defesa pessoal.

O Aikido chegou ao Brasil em 1963, por intermédio do Shihan Reishin Kawai, 8º Dan de Aikido. Carinhosamente conhecido pelos  discípulos como “Kawai Sensei”, ele fundou a União Sulamericana de Aikido, passando a dar aulas na Academia Central, por ele construída, onde eu tive o privilégio e a honra de ser seu aluno.

Escrito por:
Fábio Sampaio Pupo Nogueira. (praticante / Academia Central- São Paulo)

AddThis Social Bookmark Button

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Fundação Aikikai

União Sul-Americana

Academia Central